Proseando com tenência

Foco – Como atingir o objetivo
É muito comum na vida e no trabalho perdermos o foco. Esse é um dos principais motivos que nos impedem de atingir nossos objetivos. Para isso, precisamos conhecer bem o alvo e nos concentrarmos firmemente nele. Focar é fazer que toda nossa energia e concentração estejam direcionadas para este alvo. As principais causas da falta de foco são:
- falta de clareza de objetivos,
- excesso de objetivos e dificuldades de estabelecer prioridade,
- distrações provenientes de outros interesses e compromissos.
Quando conhecermos nosso alvo e nos concentrarmos em atingi-lo, adquirimos um extraordinário poder de realização. Saber priorizar nossos esforços é fundamental para obter sucesso. Mas não se esqueça de olhar ao redor para perceber o todo. Esteja sempre atento a tudo, sempre alerta aos acontecimentos que podem ajudá-lo a atingir o seu objetivo.

Tristes partidas
Vidas interrompidas muito cedo. Ingrid Mirella Arruee, do GTC 20 de setembro, de Xangri-lá e o menino, chuleador, Thales Garcia, de Canoas. Quando nós viemos a descobrir que nada na vida é definitivo como gostaríamos que fosse, inclusive ela, a vida, compreendemos o quanto é inútil o orgulho, o quanto são tolas as disputas e quão pequenos são os valores monetários que temos. E entendemos o quanto são incoerentes as mágoas que guardamos das pessoas.Descansem em paz e encontrem o caminho da luz queridos, nós ficaremos aqui tentando dar objetivo à aquilo que tanto vocês gostavam.
Cerimonialista – Fique atento

Viajando bastante, para cobrir as posses de diversas coordenadorias regionais e outros eventos, tenho visto os mais diversos mestres de cerimônias do estado. Quanta dificuldade. Durante bastante tempo, nesta coluna, escrevemos sobre a importância do cerimonial e protocolo nas atividades tradicionalistas. Pré-produção, produção e pós-produção são elementos fundamentais para uma atividade tão importante.
Postura: O cerimonialista não deve ficar caminhando no palco. Deixa o microfone no pedestal e lê o que foi previamente estudado e escrito (de preferência sem improvisos).
Mesa: As pessoas são colocadas à partir do centro, uma para a direita e outra para a esquerda (na posição de quem esta na mesa, não no auditório). De composição planejada, não deve ter muita gente à mesa. Coloca-se as autoridades previamente em seus lugares (podendo identificar com os nomes) e depois as cita.
Discursos: os pronunciamentos obedecerão a ordem inversa à precedência das autoridades. A maior autoridade deverá ser a última a se pronunciar. Nunca se coloca a “palavra” à disposição de “quem quiser se pronunciar” – Isso acaba com o cerimonial –
Bandeiras: Do Brasil em posição de destaque sempre. Quando for em numero par as Bandeiras do Brasil e do Rio Grande do Sul formarão um centro, ficando a segunda, à esquerda da primeira, as demais seguirão a distribuição pela ordem de precedência, sucessivamente, à direita e a esquerda das duas que formam o centro. Quando o numero for impar, a do Brasil fica ao centro, RS do lado direito desta, do município à esquerda e assim, sucessivamente.
O cerimonialista não deve ficar cumprimentando os conhecidos, improvisando agradecimentos, ou fazendo pronunciamentos próprios. Por isso é montado um protoloco, escrito, estudado, preenchido: Para ser lido.

Scroll To Top